quarta-feira, 20 de maio de 2009

Distribuição de preservativos nas escolas? ...sim ou não?

Nestes últimos dias muito se tem falado na distribuição gratuita de preservativos nas escolas secundárias. Esta medida, numa primeira analise parece-me correcta, mas que a meu ver se tomada de uma forma isolada, sem debate publico com a sociedade civil, sem a participação dos alunos, professores, pais, encarregados de educação e profissionais de saúde, parece-me que apenas serve para, e mais uma vez começar a construir a casa pelo telhado, esquecendo os alicerces e a base.
As questões da educação sexual não é para mim nenhum tabu e inclusivamente concordo em absoluto, desde que programada, desde que séria e pedagógica. O que assistimos hoje nas nossas escolas, são alunos mal preparados, professores sem a mínima paciência e alguns com graves problemas psicológicos, assistimos a salas de aulas sem as mínimas condições necessárias, escolas onde o desporto escolar fica muito aquém daquilo que seria de esperar, á falta de segurança dentro e fora dos estabelecimentos de ensino, assistimos a uma verdadeira feira de vaidades entre os próprios alunos, que disputam entre si qual o melhor telemóvel, o melhor i-pod, a marca mais conceituada das calças, etc.
Os futuros alunos das faculdades estão hoje cada vez menos preparados em disciplinas como o Português, Filosofia, História entre outras.
Discutir a distribuição de preservativos de uma forma isolada, parece-me ridículo, descontextualizado, apenas servindo para, nesta fase pré-eleitoral, os partidos esgrimirem entre si pontos de vista diferentes, no intuito de conseguirem aqui e ali mais uns votos.
Infelizmente em Portugal a politica do desenrasque, a politica trauliteira, a politica sem o mínimo de estratégia e objectivos continua e impera. Tomara que assim não o fosse e que os políticos e governantes deste País, parassem um pouco, reflectisse mais e tomassem as medidas de uma forma menos leviana. Penso que antes da distribuição dos preservativos, deveríamos de nos preocupar mais com a implementação de uma verdadeira Educação Sexual, que nos preocupássemos mais em implementar melhores condições para os alunos e professores, escolas mais activas, que se preocupassem mais em educar os alunos em vertentes e áreas como a saúde alimentar, a responsabilidade civil de cada um, o ambiente e sua preservação, ao incentivo da aprendizagem de línguas estrangeiras o mais cedo possível, à importância das novas tecnologias, ao respeito por todos os seres vivos, aos direitos das minorias, ao direito e respeito pelos animais, para que no futuro tivéssemos melhores homens e mulheres, mais dignidade humana e um Mundo melhor do que este que temos no presente.
Quanto aos preservativos ... usem sempre!!!

Sem comentários: